Buscar
  • Andre Eyler

É lamentável, mais um caso de óbito de um paciente que fez uma procedimento estético

É lamentável, mais um caso de óbito de um paciente que fez uma procedimento estético cirúrgico com um profissional não especializado em Cirurgia Plástica.

E e o que pior, o local era totalmente inadequado.

O procedimento cirúrgico deve ser realizado em ambiente hospitalar, que possua UTI e todos os recursos para uma emergência.

Existe uma diferença significativa entre cirurgião plástico e cirurgião estético.

As qualificações profissionais são bem distintas.

A especialidade em cirurgia plástica requer 2 anos de cirurgia geral e depois mais 3 anos na especialização em cirurgia plástica.

A segurança e os resultados efetivos tem como base a experiência e preparo de um profissional habilitado pela cirurgia plástica.

Enquanto que o cirurgião estético pode ter formação em qualquer outra especialidade médica.

Além disso, o cirurgião plástico qualificado é filiado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que congrega preparação ampla e específica.

Essa filiação não é permitida para o cirurgião estético.

A Associação Médica Brasileira e o Conselho Federal de Medicina não reconhecem a atuação dos chamados cirurgiões estéticos.


Por isso fica o alerta: escolha o médico qualificado para realizar a sua cirurgia e evite riscos desnecessários!

#cirurgiaplasticacomespecialista #cirurgiaplásticaécomcirurgião #sbcp #drandreeyler

8 visualizações

Copyright 2018- 2021 Dr.André Eyler  |  Todos os Direitos Reservados   |    Feito por Ranulfhos