Buscar
  • Andre Eyler

Cerca de 10 anos depois é necessário avaliar e trocar a prótese de silicone nas mamas.

Cerca de 10 anos depois é necessário avaliar e trocar a prótese de silicone nas mamas. Muitas mulheres não conseguem informar ao médico a procedência do silicone ou a data que foi realizado o implante.

Esses dados constam em uma carteirinha de posse da paciente, mas muitas vezes fica ilegível devido a ação do tempo. O implante inteligente com chip pode resolver a questão. Aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) esta tecnologia para as próteses mamárias é um microchip de 4 mm localizado dentro da prótese, permitindo a rastreabilidade de várias informações, como o número de série do implante, data da fabricação, lote, tamanho, volume e modelo, bem como o dia do implante.

As informações são acessadas por meio de um leitor externo de radiofrequência.

Com o aparelho na mama, os dados aparecem em uma tela no próprio aparelho.

Com essas informações o cirurgião plástico poderá saber se já está na hora de renovar a prótese, mesmo 20 anos depois do primeiro silicone.

Chips mais avançados poderão fornecer informações como temperatura, pressão interna do implante e alterações químicas referentes ao silicone e se a prótese está íntegra ou rompida.

#protesedesiliconecomchip #chipnosilicone #protesescominformação #drandreeyler



67 visualizações

Copyright 2018- 2021 Dr.André Eyler  |  Todos os Direitos Reservados   |    Feito por Ranulfhos